Às vezes me sinto como… (2)

Olá, pessoal. Mais uma tirinha sobre os sentimentos que envolvem o autor em sua jornada.

Hoje está cada vez mais difícil ter seu trabalho em evidência. Claro que investimento ajuda, qualidade no trabalho também, mas boa parte também é sorte. Estar no momento certo em algum lugar, ler sobre algo no ou simplesmente atender um telefonema ou conversar com alguém numa rede social…

Ué? Reparou que eu citei alguns verbos e atribuí à sorte? Estar, ler, atender, conversar…

Se você não der uma ajudinha pra sorte, dificilmente ela chegará. Como alguém vai te ligar sem ter conhecer seu trabalho? Como conhecer seu trabalho sem publicar em algum lugar? Antologias, sites, revistas virtuais, blogs…

Todo mundo tem chance e direito de crescer. Por mais difícil que seja, pois temos um bocado de lenhadores com serras nas mãos, prontos para tentar mandar mais uma árvore para o chão.

Mas a recompensa de crescer? Dar frutos, sombra e inspiração. Topa?

 

Mais avisos

1 – Perdi meu Facebook! Não perdi, apenas me ferrei. Eu converti ele para página oficial, achando que ia manter o chat e outros atributos da página pessoal. Resultado? Virou uma fanpage. Mas tudo o que eu posto lá pode ser visto por vocês a partir do momento que clicarem no botão “Curtir” da página.

Assim ficarão sabendo nas novidades. É só clicar aqui!

2 – Logo divulgaremos o lançamento oficial de O Livro dos Gatos. Alguns livros, devidamente assinados e com um original comprados na Loja Estronha estão a caminho, são eles:

– Bárbara (SP)

– Adriana Strix (MG)

– Taíssa (ES)

– Débora (SP)

– Heloísa (SP)

– Jefferson (SP)

– Nelson (RJ)

– Sheila (RS)

– Vinícius Takaki (SP)

Os bonecos enviados :

– Emerson Lara (2 Hectors e 2 Afonsos)

– Pedro Echeverria (1 Hector)

Espero notícias nos próximos dias!

2 Respostas para “Às vezes me sinto como… (2)

  1. Eita bro…eu tenho mania de fuçar no site da Central, no face e acabo fazendo besteira tb. Ainda bem que consigo reverter. Não foi seu caso. E olha que quase fiz isso também.
    Aguardando ansioso as pelúcias chegarem.
    Força aí meu amigo. Abraço.

  2. Humm valeu como dica também, porque sempre pensei se não ia perder algo convertendo.

    Que a semente cresça e dê cada vez mais sementes.

    Abraços

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s